Zé Pedro

ENDORSER DESDE

  • 2009

MARCAS

BANDA(S)

  • Xutos & Pontapés
  • Ladrões do Tempo

BIOGRAFIA

Filho de um militar, José Pedro Amaro dos Santos Reis, seu nome completo, nasceu na noite do dia 13 de Setembro de 1956, na ala do exército do Hospital da Estrela, em Lisboa.

Zé Pedro fundou os Xutos ao colocar um anúncio no jornal: "Baterista e baixista precisam-se para grupo punk". Zé Pedro é conhecido pela sua enorme alegria em cima do palco e fora dele.

Apesar de ser o guitarrista ritmo da banda, ele é considerado um ícone para o rock português, e é compositor de alguns clássicos dos Xutos como "Submissão" (onde participa como vocalista), e "Não Sou o Único".

Em meados dos anos 90, durante uma pausa dos Xutos, participou em conjunto com o colega de banda, Kalú, na banda de Jorge Palma, Palma’s Gang.

Em 2004, teve uma participação especial no filme Sorte Nula, de Fernando Fragata, tendo interpretado um recluso evadido. Foi a sua banda, Xutos & Pontapés, que fez a banda sonora desse mesmo filme.

Em 2007, uma das suas irmãs, Helena Reis lançou um livro com o nome "Não Sou o Único" que conta toda a vida do guitarrista.

Actualmente, Zé Pedro é também DJ e tem uma rubrica na rádio Radar.

Em 2011 forma o supergrupo Ladrões Do Tempo com Tó Trips (Dead Combo), Pedro Gonçalves (Dead Combo), Samuel Palitos (ex-Censurados) e Paulo Franco (Os Dias De Raiva e Dapunksportif). Esta banda iria surgir no álbum Convidado: Zé Pedro, editado em 2011 por Zé Pedro, com o tema "Mora Na Filosofia"

30 de novembro de 2017, Para sempre, Zé Pedro.

Zé Nabo

ENDORSER DESDE

  • 2009

MARCAS

BANDA(S)

  • Rui Veloso
  • Led On

Tó Trips

ENDORSER DESDE

  • 2011

MARCAS

BANDA(S)

  • Dead Combo
  • Ladrões do Tempo

Tim

ENDORSER DESDE

  • 2008

MARCAS

BANDA(S)

  • Xutos & Pontapés

Tiago Maia

ENDORSER DESDE

  • 2009

MARCAS

BANDA(S)

  • GNR
  • Tiago Bettencourt
  • Independente

BIOGRAFIA

Tudo começou há algum tempo, o Sr. Maia era o Menino Maia, a música era uma estrada lá ao fundo, estrada que Menino Maia sabia ir percorrer e nela continuar a caminhar.

O percurso começou quando se passou aquela cena que o fez pensar em qualquer coisa e mesmo fazer algo em relação a isso mesmo. A partir daí foi uma espiral de acontecimentos que deram lugar ainda a outras situações que também acabaram por acontecer.

No decorrer desse percurso encontrou um leque extenso de pessoas que pela mesma estrada andavam, a estrada que o Menino, futuro Sr. Maia percorria.

Aconteceram coisas, fizeram-se outras, o músico dentro do ainda Menino Maia formou-se. Não bastando a guitarra, agarrou-se também ao baixo que não fica nada abaixo da guitarra, que está lá bem em cima.

O Sr.Maia toca com o Tiago Bettencourt & Mantha , faz parte também da banda que acompanha a cantora Ana Free e pode ser visto regularmente a tocar com a banda de bares Ana & the Goodfellas.

Para além disso está neste momento a produzir o seu próprio disco que será lançado ainda este ano.

Temos Sr. Maia, sim senhor!

Sandra Baptista

ENDORSER DESDE

  • 2012

MARCAS

BANDA(S)

  • A Naifa
  • Señoritas

Rui Veloso

ENDORSER DESDE

  • 2004

MARCAS

BANDA(S)

  • Rui Veloso

Rui Carvalho

ENDORSER DESDE

  • 2012

MARCAS

BANDA(S)

  • Filho da Mãe

BIOGRAFIA

Rui Carvalho é oriundo dos subúrbios de Sintra, de Queluz. É formado em Arqueologia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Especializa-se em Paleolítico e frequenta uma Pós-Graduação em Geoarquelogia na Faculdade de Ciências de Lisboa, durante, perde-se na e para a música, que começou cedo com a guitarra do Pai (Membro efémero de Filarmónica Fraude). As primeiras incursões com mais visibilidade nos palcos são com os If Lucy Fell, banda de noise pós-hardcore com tendências para a matemática desajeitada. Mais tarde, põe em prática, relutantemente, a guitarra a solo com Filho da Mãe e dedica-se, num salto, a isso exclusivamente. Estreou-se com “Palácio” (Rastilho Records- 2012) e seguiu-se um EP de sete polegadas a meias com Linda Martini. Em 2013 sai o segundo disco, “Cabeça” pela Cultura Fnac e Lovers & Lollypops. Entretanto colaborou ao vivo com músicos de Linda Martini, PAUS, com JIBÓIA, Norberto Lobo, Tó Trips e mais recentemente, num disco a sair pela Revolv, com Ricardo Martins na bateria.

SINOPSE

Filho da Mãe

O nome de palco de Rui Carvalho fala por si só: é um grande Filho da Mãe, daqueles cuja expressão provoca inveja e um misto de sentimentos que vão da incompreensão à pura admiração. É assim, no seu metralhar de argumentos melódicos delicadamente encadeados, que cada peça na guitarra de Filho da Mãe nos toma, na soberba da técnica e no fôlego que nos tira a cada nota.

Rita Redshoes

ENDORSER DESDE

  • 2011

MARCAS

BANDA(S)

  • Rita Redshoes